top of page

Como a Interdependência Global Funciona e o que Significa

A evolução do capitalismo e a interdependência gerada na sociedade internacional contemporânea compreende a história sobre a criação da moeda, surgimento de um sistema bancário, bolsa de valores, financiamento das primeiras expansões comerciais e a transição do feudalismo para o capitalismo. Entenda qual é o significado de interdependente econômico.

Interdependência Global - Relações Internacionais - Mercado de Capitais - Capitalismo - Interdependência

Interdependência Global

O desenvolvimento do capitalismo trouxe formas complexas de interação mercadológica que contribuíram para a competição empresarial e a consequente formação de tecnologia avançada.

A transição do feudalismo para o capitalismo comercial marcada no séc. XIII foi um dos primórdios para este cenário hoje.

Após este período, no séc. XVIII temos o capitalismo industrial e sua consequente revolução industrial.

O capitalismo financeiro surge apenas no séc. XX e neste período, mais inovações tecnológicas surgem juntamente com a “financeirização” da sociedade internacional juntamente com órgãos constituídos para fins de desenvolvimento mundial.

A interação global tende a conectar este mundo financeiro cada vez mais, criação uma relação dependente bem como as operações que nela derivam como as formas de expansão de crédito, alavancagem financeira e especulações em busca de novas oportunidades mercadológicas. Esses resultados podem se expressar em resultados positivos e negativos.

O progresso têm se mostrado eficaz, mas é preciso analisar meios para a viabilização das necessidades básicas da população e sustentabilidade econômica.

Como a Interdependência Global Funciona - Relações Internacionais

O capitalismo viabilizou a ascensão das grandes potências, bem como o surgimento de mecanismos complexos para expansão comercial. Através desse sistema a economia mundial se integralizou de maneira interdependente e qualquer ação política interfere nas demais posições estratégicas do contexto internacional.

Não há consenso sobre em que período exatamente o capitalismo surgiu no mundo, mas que em uma constante transformação do modo financeiro esse sistema foi se instaurando.

Importante ressaltar que esse modelo viabilizou o crescimento dos primeiros empresários da época, pois os mesmos eram aportados por investidores que acreditavam nos retornos financeiros das navegações e expedições. Desse modo, o comércio marítimo se expandiu, e a competição empresarial forçou a busca constante pela inovação e tecnologia.

Através do aumento do comércio internacional a interdependência foi se intensificando cada vez mais, visto que há necessidades de produção que estão nos diversos países dos globo.

Essa interação mercadológica também gera assimetrias, pois as trocas comerciais são desiguais em termos de produção. Alguns Estados tem tecnologia enquanto outros fornecem matéria prima com preços baixos.

O excedente econômico é transferido da periferia para o centro, ou seja, esse excedente é derivado dos produtores com lucros e salários baixos na periferia e destinado aos produtores com lucros e salários altos das áreas centrais.

Os Estados continuam a ser decisivos na vida política e econômica do mundo, e que no momento, têm o poder de emissão de moeda, o que por vezes provoca males como inflação, endividamento excessivo, movimentos cambiais não equânimes entre outros problemas advindos do sistema.

Os mecanismos de ação do Estado ainda são pautados em uma visão realista, onde no sistema anárquico, a lógica que prevalece ainda é a da autopreservação, egoísmo e maximização de poder. Mas, acredito que essa lógica possa mudar com uma maior cooperação entre os indivíduos e projetos sociais eficientes para suprir a saúde básica e educação.

Ainda sob a perspectiva realista das Relações Internacionais, o Estado é a personificação do indivíduo, ou seja, o reflexo dos seus pensamentos na estrutura internacional. Nessa estrutura internacional, não há um agente superior para regulação e imposição de regras, sendo ainda um período de construção do direito internacional, bem como a regulação de todos os problemas envolvidos.

Interdependência Global - Interdependentes - Globalização - Mercados - Internacionais

Desenvolvimento do Capitalismo e a Interdependência Global

O capitalismo tem se desenvolvido de forma expressiva nas últimas décadas, evidenciando a importância estratégica em que se encontra a economia no cenário internacional.

Observa-se um intenso fluxo de comércio internacional, bem como uma expansão das multinacionais que através do capitalismo conseguem transpassar as barreiras fronteiriças Estatais.

Muito tem se desenvolvido, e é possível se dizer que é um avanço no sentido de que a mão de obra está livre para vender sua força de trabalho e almejar sempre melhores condições no sistema, entretanto, em uma economia cada vez mais assimétrica se faz necessário um papel mais ativo do Estado para com o individuo, fornecendo bens considerados fundamentais, como por exemplo, saúde, educação entre outros. Liberdade econômica e meritocracia na sociedade.

Assim, o mecanismo se mantém e auxilia aqueles menos favorecidos de capital, mas que ao mesmo tempo tem capacidade de ascensão, bem como ao nível Estatal que através de um longo processo de reestruturação industrial e de incentivos ao comércio internacional pode ter uma posição privilegiada no sistema mundial.

Assim, em uma visão geral, o Estado não é autônomo, e o capitalismo é uma arena de disputa constante entre diversos grupos para desenvolvimento.

Talvez seja esse o ponto em que muito das disputas internacionais gerem cada vez mais conflitos, inclusive armados para a disputa desse cenário, mas que ao longo dos anos tem se transferido para a área da economia, com políticas econômicas variadas como estrutura do jogo de poder na interdependência global.


Ajude a compartilhar se gostou, assim conseguimos trazer cada vez mais conteúdos.







Destaque
Tags
bottom of page